Nota de ocupação secundarista parte 2

14/05/2016 Porto Alegre – Escola Julio de Castilhos

Houve quebra na segurança um policial entrou embriagado dentro da ocupação chamando estudantes de vagabundos, após dialogo com este mesmo e apresentação das reivindicações dos estudantes ele cede e se retira do local. A comissão de segurança melhora agora sua organização.

Neste momento rola assembleia ampla e horizontal com os estudantes (membros do grêmio estudantil ou não), alunos de outras escolas, coletivos e apoiadores.

Debate-se a atual conjuntura que a luta está se espalhando pelo Brasil inteiro, unindo-se ao movimento educacional sendo assim mais escola para os estudantes e menos para o estado.

A ocupação independente de ser ou não organizada ou baderna (como é qualificada pela opinião popular e grande mídia) é um movimento radical. Todas as decisões são tomadas em conjunto entre estudantes do grêmio ou não. Os movimentos sociais, coletivos e independentes apenas dão ideias e oferece apoio o processo de protagonismo é dos estudantes.

Segue a luta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s